Moisés presta conta do mandato e diz que lutou da forma que dava

O deputado federal Moisés Diniz (PCdoB) utilizou as redes sociais para prestar contas do mandato, de apenas quinze meses, mas, reconhecido como atuante em defesa de temas como educação e liberdade de crença.
 
Dentre as ações do parlamentar, destacamos as principais:
 
– Mobilizou a bancada acreana, parlamentares de outros Estados e líderes sabatistas do Brasil, pra tirar o Sábado das provas do ENEM. Moisés diz que venceu no MEC e que agora está com um projeto de lei já aprovado em duas comissões e tramitando na CCJ,
 
– Sugeriu e foi aprovada emenda de bancada (impositiva), de 20 milhões de reais, para interiorização da UFAC. Moisés diz que, mesmo sem mandato, seguirá na luta para implantar e construir o Campus Avançado de Tarauacá-Feijó,
 
– Liderou a criação da Frente Parlamentar em Defesa das Companhias Elétricas, em especial, da ELETROACRE,
 
– Apresentou projeto de lei que isenta de PIS e COFINS as famílias que consumirem até 100 Khw de energia elétrica,
 
– Conseguiu 217 assinaturas para instituir PEC que federaliza o salário de Professores do ensino básico,
 
– Apresentou projeto de lei que isenta de IPI os PROFESSORES que comprarem carro zero,
 
– Conseguiu 212 assinaturas pra instituir PEC que destina 10% das emendas parlamentares para criação de Bolsas Estudantis,
 
– Articulou com outros parlamentares a criação da Universidade Aberta e de cursos universitários pra juventude indígena e rural dos municípios de difícil acesso,
 
– Fez luta de rua contra a reforma da Previdência e diz que seguirá votando a favor da aposentadoria dos trabalhadores,
 
– Entrou na Justiça contra os preços abusivos das passagens aéreas no Acre,
 
– Apresentou emenda parlamentar e indicação pra tornar patrimônio histórico-artístico a Catedral de Cruzeiro do Sul,
 
– Apresentou projeto de lei, obrigando que as milhas de passagens aéreas, pagas com dinheiro público, sejam destinadas ao TFD de cada Estado,
 
– Apresentou emendas parlamentares com foco na cultura (para as academias de letras) e na saúde, como reforma do hospital de Jordão e aquisição de laboratórios e aparelhos de ultrassom para os municípios mais distantes da capital.
 
Moisés diz que, no início de 2018, vai lutar para que a Câmara Federal crie uma comissão especial, pra analisar e debater a sua PEC, que propõe a federalização do salário de Professor do ensino básico.
 
“Falta também negociar com o MEC a criação do Campus da UFAC de Tarauacá-Feijó. Depois disso eu volto pra casa”, concluiu o parlamentar.
 
(ASSESSORIA)

COMENTÁRIOS

COMENTÁRIOS: 0
DISQUS: 0
WhatsApp chat