Duas cidades no AC devem receber R$ 220 mil para reforço em centros de enfrentamento da Covid-19

Duas cidades no AC devem receber R$ 220 mil para reforço em centros de enfrentamento da Covid-19

Os municípios de Cruzeiro do Sul e Sena Madureira, no interior do Acre, vão receber R$ 220 mil do Ministério da Saúde (MS) para reforçar os Centros de Atendimento para enfrentamento da pandemia do novo coronavírus. O credenciamento dos municípios ocorreu nesta segunda-feira (22).

Os centros de atendimento são estruturas auxiliares, que servem para identificação precoce dos casos, de pessoas tanto com gripe e que apresentem sintomas de Covid-19, no Sistema Único de Saúde (SUS). Segundo os municípios, essas unidades já existem e foram montadas com recursos próprios e agora recebem esse reforço do governo federal.

Separação

Estes centros são divididos em três tipos conforme a população. Para municípios de até 70 mil habitantes, tipo 1 com verba de R$ 60 mil; para municípios entre 70 mil e 300 mil habitantes, Tipo 2, com verba de R$ 80 mil; e para municípios com mais de 300 mil habitantes, tipo 3, com verba de R$ 100 mil.

No caso dos municípios do Acre, Cruzeiro do Sul vai receber R$ 160 mil, para duas unidades tipo 2. Em Sena Madureira, o investimento é de R$ 60 mil para uma unidade tipo 1.

“Elas já estão implantadas e vamos apenas receber por elas, que são as unidades sentinelas. Estamos custeando estas unidades há três meses, sem o recurso, e abriu o credenciamento e cadastramos duas unidades sentinelas que já respondem aos critérios do MS e são as maiores do município”, explicou a secretária de saúde de Cruzeiro do Sul, Juliana Pereira.

Em Sena Madureira, a secretaria de saúde informou que a unidade também já está funcionando há pelo menos três meses com os recursos do município e que com o recurso do MS vai ser possível dar um melhor atendimento à população. E que deve apenas se adequar as normas da portaria.

Cruzeiro do Sul registrou, até segunda-feira (22), 1.881 casos de Covid-19, segundo boletim da Secretaria de Saúde (Sesacre). Em Sena Madureira foram 451 registros da doença.

Centros

Conforme o ministério, os centros de atendimento podem identificar e tratar os casos com sintomas leves de coronavírus e também possibilitam que os demais serviços oferecidos nas unidades de saúde da atenção primária, como cuidados com a saúde da criança, consultas de pré-natal, acompanhamento de pessoas com doenças crônicas como diabetes e hipertensão, sejam mantidos e retornem à rotina habitual.

O objetivo destas unidades é conter a transmissão do novo coronavírus ao reduzir a ida de pessoas com sintomas leves aos serviços de urgências ou hospitais de referência.

Além disso, também visa manter ou até mesmo retomar a procura das unidades de saúde para manutenção e retorno do atendimento de rotina.

As unidades devem conter consultório, sala de acolhimento, sala de isolamento e sala de coleta e precisam funcionar 40 horas por semana com médico, enfermeiro e técnico ou auxiliar de enfermagem.

COMENTÁRIOS

COMENTÁRIOS: 0
DISQUS: 0
WhatsApp chat