Gladson faz pouco caso de áudio de Bittar e pede mais união e menos picuinhas dentro da oposição

Gladson faz pouco caso de áudio de Bittar e pede mais união e menos picuinhas dentro da oposição

Depois do áudio vazado nas redes sociais com a fala do pré-candidato ao Senado Federal pelo PMDB, ex-deputado Márcio Bittar dizendo que o senador Gladson Cameli (Progressista) não é nem de longe o seu melhor candidato ao Governo do Estado, mas é o que tem para derrotar o PT. Gladson fez pouco caso do assunto e resolveu ser o apaziguador do que envolveu diretamente sua competência como possível chefe do Executivo Estadual.

Cameli disse que cada um é responsável pelas declarações que faz e destacou que a oposição precisa para de fazer picuinhas e se unir.

O senador explicou que é chegado o tempo de união, crescimento e amadurecimento por parte da política e dos políticos. “Não temos tempo para picuinhas e miudezas. Tenho um compromisso com o povo acreano e com os nossos aliados. Eu não preciso me manifestar sobre esse assunto porque não vou permitir que questões pequenas como essas prejudique o que temos de melhor para o Acre e as pessoas”, destacou o pré-candidato ao Governo.

Cameli também disse que Márcio Bittar, assim como o senador Sérgio Petecão, são seus amigos e parceiros fundamentais no processo de reconstrução do Acre, junto com os deputados Flaviano Melo (PMDB), Major Rocha (PSDB), Bocalom e os demais membros dos partidos que compõem a oposição.

“Temos muito trabalho e grandes conquistas pela frente. Isso é que realmente importa. Não essas coisas pequenas que não ajudam. Já mostrei com meus mandatos de deputado federal e senador o quanto ajudei nosso Acre e todos os municípios. Como governador farei ainda mais e tirarei nosso povo dessa escravidão petista”, finalizou Cameli.

COMENTÁRIOS

COMENTÁRIOS: 0
DISQUS: 0
WhatsApp chat