Justiça Federal derruba liminar e energia elétrica do AC deve aumentar mais de 21%

Justiça Federal derruba liminar e energia elétrica do AC deve aumentar mais de 21%

Decisão é do TRF 1 e aumento começa a valer a partir desta terça-feira (29). Defensoria Pública do Acre disse que vai recorrer da decisão. A Justiç

Através de carta enviada aos Correios, policiais realizam sonho de criança do Vila Acre
Prefeitura de Tarauacá já recuperou mais de 250 quilômetros de ramais com apoio do Governo do Estado
Acre está entre os 10 mais importantes para o PCC, mostra reportagem do Estadão

Decisão é do TRF 1 e aumento começa a valer a partir desta terça-feira (29). Defensoria Pública do Acre disse que vai recorrer da decisão.

A Justiça Federal derrubou a liminar que suspendia o reajuste da energia elétrica do Acre. Com a decisão, o aumento no valor da fatura de energia vai ser reajustado a partir desta terça-feira (29).

O Tribunal Regional Federal da Primeira Região (TRF1) decidiu derrubar a liminar das Defensorias Pública do Acre e da União nesta segunda-feira (28).

Em nota a Eletroacre frisou que os consumidores vão começar a receber a fatura com o reajuste de forma gradativa. O valor vai ser calculado pela Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel).

A Eletroacre reforça na nota que “vai investir R$ 228 milhões em melhorias da rede de distribuição, reiterando o seu compromisso com a população do Acre de oferecer energia segura e de qualidade, contribuindo para o conforto dos seus clientes e com o desenvolvimento econômico da região”.

“Vamos recorrer ao Tribunal Regional Federal. Vamos ler a decisão e preparar o recurso para Brasília. Interpuseram agravo de instrumento, que suspendeu a decisão. Devemos entrar com o agravo interno para suspender a decisão”, explicou o defensor público Celso Araújo.

Autorização

Em dezembro do ano passado, a Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) autorizou a Eletroacre a aplicar um reajuste de 21,29% nas contas de luz. O aumento começou a contar dois dias após o anúncio.

Na época, a agência argumentou que o principal motivo para o reajuste era a falta de chuvas no Brasil no decorrer do ano.

No último dia 21, a Justiça Federal do Acre manteve a suspensão do reajuste de mais de 20%. A decisão foi assinada na noite de sexta-feira (18) pelo juiz federal Jair Araújo Facundes.

“Tanto a Defensoria do Estado como a da União vai entrar com recurso. Temos um prazo de 15 dias para recorrer”, frisou Araújo.

A Eletroacre entrou com um pedido de reconsideração da suspensão da Justiça. Na decisão desta sexta, a Justiça acrescentou que o reajuste foi decidido sem a participação da sociedade, representada pelo Conselho dos Consumidores.

G1/AC

COMENTÁRIOS

COMENTÁRIOS: 0
DISQUS: 0