lutadores Acrianos participarão do BeachBoxing Brasil 2018

lutadores Acrianos participarão do BeachBoxing Brasil 2018

O lutador acreano de jiu-jítsu, Wendel Almeida, assinou um contrato para lutar no principal evento de boxe de praia do país, o BeachBoxing Brasil, que terá a 12ª etapa do circuito realizada no dia 18 de março, na praia de Copacabana, Rio de Janeiro.

Wendel Almeida, já participou de uma competição no BeachBoxing Brasil, que aconteceu em 1 de outubro de 2017, chegando a ganhar o combate na competição. Ele também foi recrutado para participar do SHOOTO BRASIL, que ocorreu no dia 10 de dezembro de 2017, mas não pôde participar do combate por ter sofrido uma lesão no treino.

Wendel, sempre é grato ao lutador profissional de UFC, Francimar Bodão, que abriu as portas do C.T Bodão (centro de treinamento Bodão).

“ Sou grato ao Bodão pela força e por ceder o ‘Cendro’ para realizar os treinos, além de me ajudar a conseguir patrocínios para conseguir prosseguir meus seus sonhos”, Enfatiza.

Quem irá participar do evento também é o jovem lutador de jiu-jítsu, Matheus Pinheiro de apenas 17 anos.  O jovem usou a sua rede social  na última terça-feira (19), para informar que assinou um contrato para uma luta no principal evento BeachBoxing Brasil.

Matheus Pinheiro, que está no esporte desde os 13 anos e treina no CT Bodão, destaca o apoio que recebe de Bodão e o sonho de se tornar um lutador profissional. Após o evento no Rio de Janeiro, o mesmo volta para o Acre para resolver alguns assuntos e, em seguida, viaja para a Inglaterra para um período de treinos e aprimoramento no esporte.

O BeachBoxing Brasil é organizado pela Federação de Boxe de Praia do Rio de Janeiro (Febop). Ao todo, serão 15 lutas envolvendo atletas de todo o Brasil. O evento deve ter transmissão do canal Combate do Sportv.

 

Ainda sobre o final de semana no Esporte

O Centro de Treinamento Bodão tem incentivado e revelado muitos talentos no esporte na modalidade de combate.

No último sábado(24) foi realizado no C.T Bodão, um evento interno com a participação de outras academias de lutas, onde os atletas competiram entre si, para avaliar suas debilitações e seus progressos, melhorando técnicas de combate, e preparando-se para futuras lutas em competições de nível interestaduais e até mesmo de nível nacional. 

    

 

 

Informações de Imara Maila

Redação Acre Manchete.

COMENTÁRIOS

COMENTÁRIOS: 0
DISQUS: 0
WhatsApp chat