Ministério Público solicita que tornozeleira seja retirada do goleiro Bruno durante os jogos

Ministério Público solicita que tornozeleira seja retirada do goleiro Bruno durante os jogos

O promotor de justiça Tales Tranin incluiu mudanças no pedido à justiça para que o goleiro Bruno Fernandes passe a usar tornozeleira eletrônica, já que o mesmo cumpre pena no regime semiaberto.

Para não impedir o trabalho e, consequentemente, a ressocialização de Bruno, o Ministério Público solicita que nos dias de jogos o equipamento seja retirado e recolocado após a disputa das partidas.

“Que em dia de jogos em Rio Branco ou em locais que haja unidades do IAPEN, seja ajustado previamente entre o IAPEN e o órgão empregador o horário de retirada da tornozeleira, bem como, de recolocação”, diz o promotor.

 

Como Bruno deve fazer jogos fora do Acre pelo Campeonato Brasileiro da Série D, o pedido também completa as partidas em outros estados. “Para jogos fora do Estado de igual forma, que seja autorizada assim a retirada da tornozeleira, devendo o Órgão empregador também ajustar junto junto ao IAPEN a retira e a recolocação”, diz o pedido.

Tales Tranin afirma que o objetivo do MPAC é ressocializar todos. “Aqui a lei é igual para todo mundo. Mas para que ele possa ter a oportunidade de exercer seu trabalho, o meu pedido é que a tornozeleira seja retirada para a disputa das partidas e recolocada em seguida”.

A permissão para retirada da tornozeleira deve acalmar os ânimos pelas bandas do Estrelão. A notícia da possibilidade do uso de tornozeleira eletrônica trouxe preocupação para os dirigentes do clube acreano.

FONTE: AC24HRS

COMENTÁRIOS

COMENTÁRIOS: 0
DISQUS: 0
WhatsApp chat