Polícia prende três suspeitos de envolvimento na morte do Dr. Baba em Feijó e descarta motivação política

Polícia prende três suspeitos de envolvimento na morte do Dr. Baba em Feijó e descarta motivação política

As polícias militar e civil do município de Feijó já prenderam três pessoas suspeitas de estarem envolvidas no assassinato do médico Rosaldo Aguiar, o Dr. Baba, de 49 anos, morto na noite deste sábado, 27, com um tiro de espingarda no peito, em sua chácara batizada por ele mesmo de “Hollywood”, que era considerada um ponto turístico da região.

Um dos suspeitos foi preso menos de uma hora após o crime. Os outros dois foram detidos durante a madrugada em diligências da Polícia pela cidade. Os nomes dos envolvidos ainda não foram divulgados pelas autoridades de segurança do município. Com eles, foram apreendidos celulares que detinham conteúdo com fortes indícios de estarem envolvidos no crime.

A linha principal de investigação da Polícia é que os bandidos tinha o interesse de roubar a arma de propriedade do médico. O revolver de Baba não foi encontrado com ele e isso reforça que ela tenha sido subtraído pelos assassinos. Os trabalhos estão sendo comandados pelo delegado Obetânio Santos, responsável por colher o depoimento dos homens detidos.

De acordo com os médicos que atenderam Baba no Hospital Geral de Feijó, além da marca de tiro, o médico apresentava arranhões na face e lesões no corpo, evidenciando que antes de morrer ele teria tido uma luta corporal com um de seus assassinos.

Um dos suspeitos presos apresentava lesão no rosto e ele teria alegado a polícia que o ferimento teria sido ocasionado por um briga com sua mulher, o que foi negado pela esposa. Ainda não se sabe se os envolvidos têm alguma ligação com facções criminosas, mas a Polícia já descarta motivação política para o crime haja vista que Baba apoiava o candidato a presidente Jair Bolsonaro e era um defensor ferrenho de seu plano de governo nas redes sociais.

A residência de Baba já havia sido invadida dias antes por criminosos. Na ocasião, vários objetos foram furtados. O Caso chegou a ser registrado na Delegacia de Feijó.

Segundo amigos, Dr. Baba estava de plantão no Hospital Geral de Feijó na noite deste sábado, 27, e resolveu ir até sua casa para tomar um banho e logo em seguida retornar para o serviço. Ele chegou a entrar dentro de sua residência, mas a abordagem dos bandidos teria ocorrido do lado de fora da casa.

O corpo de Baba está sendo velado desde madrugada deste domingo na Assembleia de Deus, em Feijó, e deve ser transladado para a cidade vizinha de Tarauacá, sua terra natal, ainda na manhã de hoje, onde o restante do velório deve ocorrer. O médico deixa dois filhos.

Amigo pessoal de Baba, o deputado estadual Jenilson Leite (PCdoB) esteve durante a tarde deste sábado com o médico com quem passou horas conversando e fala da consternação das pessoas com ocorrido. “Baba era uma pessoa que viveu para fazer o bem. Eu ainda não estou acreditando. A ficha não caiu. As pessoas da cidade de Tarauacá e Feijó estão em choque. Espero apenas que se faça justiça”, disse.

AC24HORAS

COMENTÁRIOS

COMENTÁRIOS: 0
DISQUS: 0
WhatsApp chat