Acre está entre os 10 mais importantes para o PCC, mostra reportagem do Estadão

O Acre figura entre os 10 Estados mais estratégicos para a atuação da facção criminosa paulista PCC (Primeiro Comando da Capital). Ao todo, no Acre, 9

Feminicídio: aluna é morta com 22 facadas em Tarauacá; autor do crime tenta suicídio
Recadastramento de Servidores Públicos do Estado teve inicio neste mês; vídeo e cronograma
População do Acre segue entre as menores do país, mas a cada 42 min nasce uma criança

O Acre figura entre os 10 Estados mais estratégicos para a atuação da facção criminosa paulista PCC (Primeiro Comando da Capital). Ao todo, no Acre, 913 pessoas estão “filiadas” ao grupo. É o que aponta reportagem deste domingo (3) do jornal “O Estado de São Paulo”.

Em todo o Brasil a facção tem quase 30 mil membros. Os dados são do centro de inteligência do Ministério Público de São Paulo. Na região Norte, o Acre só perde para Roraima (1.152).

O Acre se tornou território estratégico para a atuação do PCC pela larga fronteira desprotegida com o Peru e a Bolívia, os dois maiores e fornecedores de drogas para o Brasil.

O tráfico de drogas é uma das principais fontes de financiamento da facção paulista. No Acre o grupo trava guerra direta com o rival carioca Comando Vermelho.

Segundo a reportagem, o Acre está entre os Estados em que a disputa entre PCC e CV é apontado como mais intenso. No Norte apenas Para, Amapá e Tocantins não há registro de briga entre as duas facções

Por aqui, os paulistas se aliaram aos acreanos do Bonde dos 13 (B13) que, juntos, dominam os presídios locais e controlam grande parte dos pontos de venda de drogas. Essa aliança com facções regionais foi uma das formas encontradas pelo PCC de fazer prosperar seu projeto de atuação em todo o Brasil.

 

 

COMENTÁRIOS

COMENTÁRIOS: 0
DISQUS: 0